Amor ao Extremo

sexta-feira, 17 de outubro de 2008


Pois é minha gente, a criatividade não baixou hoje.

Bom, serei mais uma brasileira a comentar sobre o lamentável ocorrido que a mídia vem mostrando, sobre o namorado que vinha mantendo a ex, de refém. E tudo por conta de que? De uma paixão, de um "amor" inacabado...

Bom, não sei, sinceramente, como podem chamar isso de amor, pois pra mim amor tem um ooooutrooo significado, bem o oposto deste.

Amar não é prender a pessoa amada, ficar abaixo de ameaças com facas, armas e tudo mais. Amar não é agressão, egoismo...

Amar é ser companheiro e sempre, querer a felicidade do outro, longe ou perto da gente!

Relações de amor começam e terminam todos os dias. Quando o término ocorre, a melhor solução é a conversa ou admitir o fim e tocara bola, não armar tocaia e achar que sequestrando alguém tudo fará com que a pessoa volte novamente. Sinal de fraqueza!

Hoje, aconteceu algo triste e este episódio, acabou com a menina entre a vida e a morte, numa sala de cirurgias. O que vai acontecer? Não sei!

Só sei que amores malucos, possessivos, doentios... Tô fora!

Prefiro as incomodações leves de toda relação, as gargalhadas de momentos felizes e principalmente, antes de amar alguém, ter amor próprio!


Sorte pra garota!

E pro garoto... mais amor próprio, por favor!

1 SERES IMAGINÁRIOS:

Pinion disse...

Não vai faltar "amor" pra esse vagabundo na cadeia, pode ter certeza disso ,hahaha.
Bjo

 
Design by Pocket